Geral
02.05.2012

MG realiza busca ativa do tracoma em municípios da região Leste

Equipes da Secretaria de Saúde examinaram alunos de escolas da rede pública, além de servidores estaduais

Uma equipe referência em Tracoma da Superintendência Regional de Saúde de Governador Valadares, em Minas Gerais, realizou a busca ativa da doença nas escolas municipais e estaduais dos municípios de Sobrália e José Raydan, localizados na região Leste do estado.

Em Sobrália foram examinados 859 alunos e servidores de três escolas. Nestas instituições foram detectados 55 casos positivos de Tracoma. A equipe também realizou a investigação familiar dos casos positivos e a Secretaria Municipal de Saúde de Sobrália está executando o tratamento dos doentes com a dose única de medicamento.

Sobrália foi a primeira cidade na região a receber a equipe. Em José Raydan, a equipe promoveu uma reunião de sensibilização com representantes do município e realizou a busca ativa de tracoma em escolas municipais, onde foram examinados aproximadamente 800 alunos.

Estimativas globais da Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2009, revelam que existem em torno de 41 milhões de pessoas no mundo com tracoma ativo, 8 milhões com triquíase tracomatosa e 1,8 milhão de cegos devido ao tracoma.

Dados do inquérito de prevalência do tracoma realizado de 2002 a 2006 demonstram que o tracoma em sua fase inflamatória ainda é prevalente no país. Foi observada uma ocorrência maior que a esperada em algumas regiões, com níveis de média a alta prevalência, áreas antes consideradas não endêmicas no país.

Os indicadores de prevalência estadual do referido inquérito variam de 2% a 8%, com municípios apresentando taxas de detecção com variação de zero até 54%.

Nas microrregiões consideradas antigos bolsões de tracoma persistem as formas seqüelares da doença que exigem um acompanhamento e encaminhamento de casos para realização de cirurgia de correção palpebral nos serviços oftalmológicos para evitar a evolução da doença até a cegueira.

Fonte: Isaude.net