Ciência e Tecnologia
28.04.2012

Videogame: jogos de ação causam melhorias na atenção visual

Jogar videogames de ação, mesmo que por um tempo relativamente curto, causa modificações na atividade cerebral

Foto: Activision
Ondas cerebrais dos voluntários que jogaram jogos de tiro em primeira pessoa - como Call of Duty (imagem) - foram gravadas enquanto tentavam mirar em um objeto disponibilizado entre outras distrações ao longo de um vasto campo visual
Ondas cerebrais dos voluntários que jogaram jogos de tiro em primeira pessoa - como Call of Duty (imagem) - foram gravadas enquanto tentavam mirar em um objeto disponibilizado entre outras distrações ao longo de um vasto campo visual

Uma equipe liderada pelo professor de psicologia Ian Spence da Universidade de Toronto, no Canadá, revela que jogar videogames de ação, mesmo que por um tempo relativamente curto, causa diferenças na atividade cerebral e melhorias na atenção visual.

Estudos anteriores descobriram diferenças na atividade cerebral entre jogadores de videogame de ação e não-jogadores, mas estas poderiam ser pré-existentes nos cérebros de pessoas predispostas a jogar videogames e de pessoas que evitam esses jogos. Segundo os autores, este é o primeiro estudo que atribui essas diferenças diretamente ao ato de jogar videogames.

Vinte e cinco indivíduos - que nunca tinham jogado videogames - jogaram um jogo por um total de 10 horas em uma ou duas sessões. Dezesseis voluntários jogaram um jogo de tiro em primeira pessoa e - como controle - nove indivíduos jogaram um quebra-cabeça tridimensional.

Antes e depois de jogar os jogos, as ondas cerebrais dos voluntários que jogaram jogos de ação foram gravadas, enquanto tentavam mirar em um objeto entre outras distrações ao longo de um vasto campo visual. Os indivíduos que jogaram o videogame de tiro demonstraram melhoria na tarefa de atenção visual, além de mudanças significativas em suas ondas cerebrais. Característica não identificada nos voluntários que dedicaram ao jogo de quebra-cabeça.

"Após a sessão do jogo de tiro, as mudanças na atividade elétrica foram consistentes com o processo cerebral que melhora a atenção visual e suprime informações que causam distrações", diz o principal líder do estudo Sijing Wu.

"Estudos realizados em laboratórios diferentes, inclusive aqui na Universidade de Toronto, têm mostrado que os videogames de ação podem melhorar a atenção visual seletiva, como a capacidade de rapidamente detectar e identificar o alvo em um fundo confuso", observa Spence, que continua: "mas ninguém havia demonstrado que há diferenças na atividades cerebarl que são resultado direto de jogar videogame."

Fonte: UNIVERSITY OF TORONTO