Ciência e Tecnologia
14.03.2012

Técnica permite produzir tecido da retina a partir de células-tronco do sangue

Estudo revela que é possível desenvolver tecidos complexos da estrutura ocular utilizando amostra de sangue de rotina

Cientistas da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, desenvolveram pela primeira vez estruturas da retina a partir de células-tronco derivadas do sangue.

Os resultados sugerem que é possível organizar células humanas da retina em tecidos mais complexos da estrutura ocular, todos a partir de uma amostra de rotina do sangue do paciente.

Os pesquisadores afirmam que muitas aplicações dessa pesquisa podem ser citadas, incluindo teste de drogas e o estudo de doenças degenerativas da retina tais como retinite pigmentosa. No futuro, essas células também poderão ser usadas para substituir múltiplas camadas da retina, a fim de ajudar os pacientes com danos generalizados na visão.

Em 2011, o líder da pesquisa, David Gamm e seus colegas criaram estruturas do estágio mais primitivo de desenvolvimento da retina com células-tronco embrionárias e células-tronco derivadas da pele humana. Embora essas estruturas tenham gerado os principais tipos de células da retina, incluindo os fotorreceptores, faltava a elas a organização encontrada em uma retina mais madura.

Desta vez, a equipe usou seu método para cultivar células da retina através de células-tronco derivadas do sangue humano.

No estudo, cerca de 16% das estruturas iniciais da retina desenvolveram camadas distintas. A camada mais externa essencialmente continha fotorreceptores, enquanto a camada média e a interna continham neurônios intermediários da retina e células ganglionares, respectivamente. Este arranjo particular de células é semelhante ao que se encontra no fundo do olho.

Além disso, o trabalho mostrou que estas células de retina foram capazes de criar sinapses, um pré-requisito para que elas se comuniquem umas com as outras.

"Não sabemos até que ponto esta tecnologia vai nos levar, mas sermos capazes de criar uma estrutura rudimentar da retina a partir de células do sangue é encorajador, não apenas porque confirma nosso trabalho anterior usando células da pele humana, mas também porque o sangue como fonte de partida é fácil de ser obtido", conclui Gamm.

Fonte: Isaude.net