Saúde Pública
06.03.2012

Porto Alegre estende até abril ações de controle da obesidade nas escolas

Relatório de 2011 revela que, entre 3.382 alunos avaliados, quase 10% estavam com sobrepeso e 8,3% já eram obesos

Foto: Aline Vaz/Divulgação PMPA
Momento da preparação das refeições no Mês de Mobilização da Saúde na Escola
Momento da preparação das refeições no Mês de Mobilização da Saúde na Escola

O Mês de Mobilização da Saúde na Escola, aberto nesta segunda-feira (5), em Porto Alegre (RS), terá atividades de prevenção à obesidade entre crianças e adolescentes até 7 de abril. A programação vai envolver também os familiares dos alunos da rede pública de ensino e chamar atenção sobre a importância das boas condições de saúde para o desenvolvimento desde a infância.

O último Relatório das Ações da Saúde do Escolar, feito no segundo semestre de 2011, mostrou que, entre 3.382 alunos avaliados, 330 (o equivalente a 9,8%) estavam com sobrepeso e 280 (8,3%) já eram obesos. O resultado positivo é que 64,3% (2.174 estudantes) tinham boa qualidade de nutrição. Participaram da pesquisa 45,9% do total de 7.366 alunos matriculados.

A abertura foi na Colônia de Pescadores da Ilha da Pintada, onde crianças da comunidade assistiram a uma palestra e a demonstrações práticas sobre hábitos saudáveis de alimentação. Antes da solenidade, os cerca de 1,2 mil alunos da Escola Municipal de 1º Grau Afonso Guerreiro Lima, na Lomba do Pinheiro, passaram por avaliação antropométrica.

Até o final da campanha, outras 14 escolas também receberão integrantes das secretarias municipais de Educação (Smed) e de Saúde, em conjunto com a equipe do professor Roberto Costa, da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, para avaliação antropométrica e de hábitos alimentares dos estudantes. Aqueles que estiverem fora do peso ideal e seguindo dietas não recomendáveis serão encaminhados para exames e acompanhamento com médicos e nutricionistas das Unidades Básicas de Saúde referentes à cada escola. "É fundamental discutir o problema da obesidade" , observa o educador físico e pesquisador da Ufrgs Roberto Fernandes da Costa.

Além da parte técnica, outra vertente do projeto dá conta da prevenção da obesidade infantil, por meio da divulgação das qualidades de uma alimentação saudável. Por conta disso, também ocorrerão, aos sábados, encontros de profissionais da área com membros da comunidade escolar para exposição dos benefícios de, por exemplo, alimentos naturais. Já neste primeiro sábado (10), participarão dos encontros integrantes da própria Afonso Guerreiro Lima, além das EMEFs São Pedro e Professora Judith Macedo de Araújo, onde estará a coordenadora do setor de Nutrição da Smed, Annelise Barreto Krause.

Fonte: Isaude.net