Geral
08.02.2012

Consumo elevado de refrigerante possui associação com a asma

Estudo sugere ainda que hábito também possui ligação com desenvolvimento de doença pulmonar obstrutiva crônica (COPD)

Estudo publicado na revista Respirology revela que consumo elevado de refrigerantes está associado ao desenvolvimento de asma e/ou doença pulmonar obstrutiva crônica (COPD).

Liderados por Zumin Shi, da University of Adelaide, na Austrália, pesquisadores realizaram entrevistas por telefone assistidas por computador com 16,907 participantes com idades entre 16 anos ou mais no sul da Austrália entre março de 2008 e junho de 2010, perguntando sobre o consumo de refrigerantes. Refrigerantes incluíam Coca-Cola, limonada, água mineral com sabor, Powerade, Gatorade etc.

Os resultados mostraram que um em cada dez adultos bebem mais de meio litro de refrigerante por dia no Sul da Austrália. A quantidade de consumo de refrigerantes está associada com um aumento da possibilidade de asma e/ou DPOC. Existe uma relação dose-resposta, que significa que quanto mais bebida for consumida, maior a probabilidade de ter estas doenças.

No geral, 13,3% dos participantes com asma e 15,6% daqueles com DPOC relataram consumir mais do que meio litro de refrigerante por dia.

A razão de chance para a asma e a DPOC foi de 1,26 e 1,79, comparando-se aqueles que consumiam mais de meio litro de refrigerante por dia com aqueles que não consomem refrigerantes.

Além disso, fumar torna esta relação pior ainda, especialmente para a DPOC. Em comparação com aqueles que não fumam e consomem refrigerantes, os que consumiam mais de meio litro de refrigerante por dia e eram fumantes tinham um risco 6,6 vezes maior de DPOC.

"Nosso estudo enfatiza a importância de ingerir alimentos e bebidas saudáveis na prevenção de doenças crônicas como a asma e a DPOC", Zumin concluiu.

Fonte: Isaude.net