Geral
01.01.2012

Consumo de leite na adolescência pode triplicar risco de câncer de próstata

A puberdade, fase em que a próstata se desenvolve, pode ser um momento de vulnerabilidade intensificada para a glândula

Foto: Istockphoto
Apesar dos resultados da pesquisa, cientistas dizem que ainda é cedo para recomendar que adolescentes mudem hábitos alimentares
Apesar dos resultados da pesquisa, cientistas dizem que ainda é cedo para recomendar que adolescentes mudem hábitos alimentares

Consumo de leite na adolescência triplica risco de câncer de próstata. É o que sugere estudo University of Iceland, na Islândia.

A pesquisa verificou que homens islandeses mais velhos que se lembram de ter bebido muito leite na adolescência eram três vezes mais propensos a serem diagnosticados com câncer de próstata avançado do que os homens que bebiam leite mais moderadamente

De acordo com informações divulgadas pela Reuters, resultados sugerem que a puberdade, fase em que a próstata se desenvolve, pode ser um momento de vulnerabilidade intensificada para a glândula.

"Nós acreditamos que nossos dados são realmente sólidos e que eles fornecem evidências importantes para o papel da adolescência como um 'período sensível' para o desenvolvimento do câncer de próstata. No entanto, continuamos cautelosos em nossa interpretação. Inferências causais não são feitas em apenas um estudo, assim, mais estudos são necessários para confirmar nossos resultados e também para explorar o possível mecanismo por trás desta associação", diz Johanna Torfadottir, cientista de nutrição e estudante de graduação na University of Iceland.

Segundo ela, até então, os dois estudos sobre câncer de próstata e ingestão de leite em adolescentes chegaram a conclusões mistas - um descobriu que os amantes de leite pareciam ser de certa forma protegidos contra a doença, enquanto os outros não encontraram qualquer ligação.

Mas ambos os estudos foram pequenos e não conseguiram distinguir entre tumores avançados e tumores em uma fase inicial, observa Torfadottir.

O estudo

Por outro lado, os pesquisadores afirmam que a Islândia permite a realização do experimento de forma natural. Eles explicam que o país tinha pouca infra-estrutura no início do século 20, então as pessoas em áreas rurais tendiam a viver da terra. Isso incluía muito leite de animais de fazendas na região central da ilha, enquanto o leite era escasso nas aldeias à beira-mar.

Para estudo, os pesquisadores usaram dados de mais de 2.200 homens nascidos entre 1907 e 1937. Estes homens tinham sido parte de um estudo médico iniciado na década de 1960 e que, no início dos anos 2000, responderam a perguntas sobre sua dieta no início e no meio da vida como parte de um outro estudo.

Entre 463 homens que lembraram-se de ter bebido leite menos de uma vez por dia na adolescência, um por cento desenvolveu câncer de próstata avançado ou morreu da doença ao longo de um acompanhamento por 25 anos.

Este número foi de três por cento entre os mais de 1.800 homens que disseram ter bebido leite pelo menos diariamente na adolescência.

A diferença não poderia ser explicada pela frequência com que as pessoas tinham ido ao médico para fazer check-up, pela sua educação ou pelos outros alimentos que comiam, como peixe ou carne.

A quantidade de leite que os homens bebiam não tinha qualquer ligação com o risco de tumores em estágio inicial, no entanto. E a ingestão na meia-idade - o grupo etário que os outros estudos mais focaram - não parece importar tanto.

Torfadottir observa que há vários mecanismos fisiológicos que podem, em princípio, explicar a ligação encontrada por ela. Mas neste momento, todos eles permanecem especulativos.

"A partir desses dados por si só, não podemos recomendar que os adolescentes mudem seus hábitos alimentares. Nós estamos apenas pesquisando o risco de uma doença, o câncer de próstata, e, obviamente, os riscos para outras condições, a saúde óssea, por exemplo, precisam ser considerados", disse ela.

Matthew Cooperberg, urologista da University of California (EUA) concorda:

"Seria prematuro dizer que beber leite causa o câncer de próstata. Podemos falar sobre a associação, mas é difícil provar a causalidade", disse ele à Reuters Health.

Ele acrescenta que as pessoas não deveriam ter cautela com o consumo de leite.

"Há uma abundância de benefícios para a saúde a partir do consumo de leite na adolescência", diz Cooperberg.

Torfadottir também se aventurou um pouco no aconselhamento nutricional, observando que é "Importante ter uma dieta equilibrada e que o consumo moderado de leite faz parte disso".

Fonte: Isaude.net