Ciência e Tecnologia
25.01.2011

Presença de doença hepática gordurosa é condição de risco para AVC

Pessoas que sofrem de doença do fígado são três vezes mais prováveis de sofrer um derrame do que indivíduos sem a doença

Pessoas que sofrem de doença hepática gordurosa são três vezes mais prováveis de sofrer um derrame do que indivíduos sem a doença, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores do Hospital St. Michael's, no Canadá.

O estudo, segundo os pesquisadores Ray Joel e Ivan Ying, é o primeiro a encontrar uma ligação entre a doença hepática gordurosa não alcoólica - uma doença caracterizada pelo acúmulo de gordura no fígado de pessoas que não bebem - e o derrame.

Os investigadores avaliaram dados de 103 adultos que tiveram um acidente vascular cerebral agudo comprovado por de ressonância magnética entre 2005 e 2009 e os compararam a 200 adultos com suspeita de AVC agudo, cuja ressonância magnética foi normal.

Eles encontraram níveis elevados de enzimas conhecidas como marcadores de doença hepática em adultos que tiveram o acidente vascular cerebral agudo comprovado.

"O risco de acidente vascular cerebral em relação à doença de fígado gordurosa nunca foi testado", disse Ray. "Nosso estudo mostra uma forte ligação entre os dois e a possibilidade futura de que exames de sangue das enzimas hepáticas, ou de novos marcadores de fígado gorduroso atualmente disponíveis, possam ser usados para prever o risco de AVC, nos ajudando a tratar de pacientes de risco."

A doença hepática gordurosa não-alcoólica é uma condição comum que muitas vezes não tem sintomas ou complicações. Os fatores de risco incluem a obesidade, colesterol alto, diabetes e, principalmente, a resistência à insulina.

Embora os resultados do estudo sejam promissores, os pesquisadores afirmaram que novas pesquisas adicionais são necessárias para validar suas conclusões.

Fonte: Isaude.net